terça-feira, 19 de agosto de 2014

Prefeitura realizou repasse de verba para a ABELC

A Administração Municipal de Boa Vista do Buricá realizou na tarde desta quinta-feira, 7 de agosto, o repasse de R$ 20.000,00 (Vinte mil reais), em parcela única, para a ABELC - Associação Boa-vistense de Esporte, Lazer e Cultura, conforme autorização da Lei Municipal nº 0161/2014, de 10 de julho de 2014.
O ato contou com a presença do Prefeito Municipal Dr. Antonio Mota, Presidente da ABELC Valmir Lutz e o Secretário de Administração Vanderlei Dimas Hoeslcher. A ABELC atualmente está disputando a Série Bronze de Futsal. Conforme o Prefeito Mota o objetivo deste repasse é incentivar o trabalho da ABELC que está estimulando a participação dos jovens no saudável ambiente esportivo, destacando assim, o nome do município no Estadual Série Bronze.
Fonte: Assessoria de Imprensa

Massa de ar frio derruba temperatura no RS

A intensa massa de ar seco e frio, de origem polar, que cobre o território gaúcho derrubou a temperatura na quinta-feira (14) no Rio Grande do Sul. Segundo os meteorologista da MetSul Meteorologia, nesta madrugada foi registrado o frio mais intenso do ano até o momento.
A temperatura mais baixa no Estado foi confirmada em São José dos Ausentes, onde os termômetros marcaram -7,2ºC. As marcas negativas também ocorreram em Soledade, com -5,4ºC. Bom Jesus registrou -5ºC, Vacaria teve a marca -4,7°C, enquanto Canela apresentou -4,2ºC. Santa Rosa amanheceu com -3,3ºC e Farroupilha começou o dia com -3,2ºC.
Em Três de Maio às 6h, de hoje a temperatura era de 5,5º. Na localidade de Lajeado Cachoeira, interior do município a família Dietrich, registrou fotos da geada que se formou ao amanhecer. O fenômeno que mudou a paisagem se repetiu em diversas localidades da região.
Em Boa Vista do Buricá, o agricultor Vanderlei Lermen também fez alguns registros da geada que prejudicou a sua produção de morangos
Fonte: No Ar Notícias

ABELC empata e mantém invencibilidade em casa

Poderia ter sido melhor, mas faltou frieza para a ABELC diante do Guarany de Espumoso no jogo de sábado, 9 de agosto, pela quarta rodada da segunda fase do Estadual Série Bronze.
O time de Boa Vista saiu ganhando, mas cedeu a virada e só conseguiu empatar nos segundos finais. Agora, a ABELC tem que buscar um resultado positivo nos seus dois últimos jogos antes da próxima fase, que ocorrem em Passo do Sobrado, contra o Passo Sobradense (próximo sábado, 16), e em Boa Vista, diante do América de Santa Maria (dia 23).
No jogo contra o Guarany, Ivan abriu o placar e Markinhos ampliou a vantagem da ABELC, mas a pressão do time visitante deu resultado quando Cemin descontou para o Guarany. Com a sequência da pressão do adversário, os donos da casa se perderam no número de faltas cometidas, até que Evandro fez a sexta falta e ainda foi expulso do jogo. Na cobrança de tiro livre, Matheus deixou tudo igual.
Na segunda etapa, o jogo se mostrou muito equilibrado e as redes só balançaram na segunda metade da etapa complementar, quando o veterano Gelson mandou uma bomba para o arco do goleiro Murilo, virando o jogo em favor do Guarany. Foi com goleiro linha e muita pressão que a ABELC conseguiu a oportunidade de empatar, quando restavam segundos para o fim do jogo e pênalti foi marcado para o time da casa cobrar. Pablo foi o encarregado de bater e marcou o gol do 3x3, fechando o placar da partida.

Secretaria da Agricultura de Nova Candelária adquire veículo

A Secretaria da Agricultura do município de Nova Candelária recebeu na última semana, um veículo Fiat Strada0km. O mesmo foi adquirido com recurso próprio da municipalidade no valor de R$ 49.000,00. De acordo com o Secretário, o veículo será de uso exclusivo da Secretaria da Agricultura e Meio Ambiente para os trabalhos rotineiros do dia-a-dia junto aos agricultores, vindo a auxiliar e agilizar os trabalhos realizados pela secretaria.

Ponte que liga Nova Candelária a Crissiumal foi inaugurada

Assessoria de Imprensa

No último sábado, 09, foi realizada a inauguração da nova ponte, que liga os municípios de Nova Candelária a Crisiumal, na localidade de Duas Pontes. A mesma havia sido danificada pelas chuvas que ocorreram no mês abril. Na oportunidade estiveram presentes no evento os prefeitos municipais de Nova Candelária e Humaitá Carlos Alberto Dick e Luiz Carlos Sandri, Vice-prefeitos Jorge Ladir Steffler e Antônio José Wegman, vereadores, secretários, equipes da engenharia e padre Afonso Molinari.
Na oportunidade, o prefeito municipal de Humaitá Luiz Carlos Sandri, salientou da importância da parceria entre os dois municípios, em todos os setores, desde as primeiras conversas, até a finalização da obra.
O prefeito Carlos Alberto Dick reforçou a parceria do município de Humaitá, sendo que a ponte tem uma importância muito grande para toda a comunidade regional que por ali transita diariamente.
A obra teve um custo de R$ 145.892,67.

PRF vai multar motorista que acelera depois de passar por radar

Atualmente, equipes trabalham com somente um radar, mas a ideia é ter dois equipamentos localizados em pontos próximos
A velha tática dos maus motoristas de reduzir a marcha ao visualizar um radar que controla a velocidade dos veículos na estrada e em seguida acelerar será coibida pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). A chamada Operação Hermes — referência ao deus mensageiro grego, símbolo da velocidade — reunirá dois radares em sequência em rodovias federais gaúchas para flagrar os autores dessa artimanha.
— Os motoristas estão ignorando a fiscalização. Como o valor da multa, que é barata (de R$ 86,13 e quatro pontos na CNH a R$ 957,70 e sete pontos na carteira), a gente não pode aumentar, vamos usar dois radares quase no mesmo local e ao mesmo tempo — explica o chefe da Comunicação da PRF, Alessandro Castro.
A decisão da PRF é baseada em números preocupantes. Na comparação entre o primeiro semestre de 2013 e o mesmo período deste ano, o número de acidentes aumentou 5%, mas a periculosidade cresceu 10%. Isto é, os acidentes estão mais graves, com maior número de mortos — foram 233 mortes no primeiro semestre de 2013 contra 258 entre janeiro e junho de 2014.
Saiba como é determinada a velocidade máxima das rodovias
O que tem espantado os policiais são casos como o do motorista flagrado a 202 km/h em Rosário do Sul, no início de agosto. Em menos de um ano, ele já havia acumulado 18 multas, sendo oito delas por excesso de velocidade.
A partir desta quinta-feira, duas equipes policiais, com uma viatura e um radar cada uma, serão instaladas em um mesmo trecho, em pontos próximos, para conseguir flagrar quem acelerar depois de passar pelo primeiro equipamento. Nessa primeira fase, os policiais estarão em treinamento e irão parar os motoristas infratores para explicar o objetivo da Operação Hermes.

Projeto de lei quer tornar guarda compartilhada regra em casos de separação

Agência Brasil

Em fase final de tramitação no Congresso Nacional, um projeto de lei pode mudar a forma como a concessão da guarda compartilhada é tratada hoje. Pelo projeto (PLC 117/2013), a guarda compartilhada será regra, desde que pai e mãe se mostrem aptos a assumir os cuidados dos filhos. Atualmente é necessário que os dois entrem em acordo, ou seja, se uma das partes não estiver satisfeita, o juiz não defere o pedido.
Caso aprovado, o projeto de lei pode facilitar processos como o enfrentado pelo consultor de vendas Márcio Teixeira, 49 anos. Pai de uma menina de 13 anos, ele luta na Justiça, desde o ano passado, pela guarda compartilhada. Ele diz que a filha nasceu de um namoro e que nunca chegou a morar com a mãe dela. Apesar disso, ele diz que sempre brigou para poder visitar a menina. O primeiro processo na Justiça veio quando ela ainda tinha poucos meses. Entretanto, ele só conseguiu o direito de visitá-la dois anos depois. “A nova lei facilitaria o processo e os dois, tanto eu quanto a mãe, poderíamos participar ativamente da criação da nossa filha”, diz o consultor de vendas.
O projeto recebe o apoio de grupos ligados ao tema. De acordo com a Associação de Pais e Mães Separados (Apase), o caso de Teixeira não é exceção: em 80% dos casos de separação há dificuldades de relação entre os pais que acabam se refletindo na criação dos filhos. “Acreditamos que, com a guarda compartilhada, teremos uma grande queda dos problemas relativos à alienação parental [quando um genitor faz a criança rejeitar o outro]. Com a nova legislação, quando os processos de guarda chegarem ao juiz, ele dará a guarda compartilhada e não haverá motivos para brigar”, acredita o presidente da Apase, Analdino Rodrigues Paulino.
A Agência Brasil entrou em contato com os tribunais de Justiça estaduais e do Distrito Federal solicitando o número de pedidos de guarda compartilhada feitos nos últimos anos. Dez tribunais que responderam à solicitação alegaram que não tinham como discriminar os pedidos de guarda. O Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT), por meio da assessoria de imprensa, confirmou apenas que a maior parte dos “pedidos são conflituosos e a guarda não é compartilhada".
Outra entidade favorável aos princípios do projeto é o Instituto Papai, organização não governamental (ONG) pernambucana que defende direitos igualitários para homens e mulheres. “Não é bom para as crianças viverem com um só dos pais. Isso deve ser encarado como exceção e não regra, como é hoje. Acho que uma mudança de visão, que parte do pressuposto de que pais e mães devem compartilhar, é positiva”, diz a socióloga e coordenadora do Instituto Papai, Mariana Azevedo. Ela também acredita em um aumento no número de pais que participam ativamente da criação dos filhos. “Acredito que a maioria dos casos de guarda compartilhada seja feita de maneira informal, no cotidiano, sem levar o caso à Justiça”, diz.
É o caso do brigadista Dimas Cardoso dos Santos, 43 anos. Ele tem dois filhos com a frentista Marizete da Silva, Breno dos Santos, 21 anos, e Cristiano dos Santos, 18 anos. Quando se separaram, os meninos ainda eram pequenos. Marizete foi morar com parentes e as crianças continuaram na casa onde moravam, com o pai. “Mesmo morando comigo, os meninos sempre viam a mãe, porque morávamos muito perto. Ela buscava na escola, ficava com eles. Nunca tivemos nenhum problema com a guarda. Eles não têm culpa da nossa separação, nunca quisemos transferir isso para nossos filhos”, diz.
O professor do departamento de psicologia clínica da Universidade de Brasília (UnB) Áderson Luiz Costa Júnior explica que a criança e o adolescente precisam de pais presentes “para que tenham modelos de desenvolvimento e para que ganhem autonomia, independência e autocuidado”. “Os pais são agentes de aprendizagem, além de servirem de rede de apoio social”, destaca.
O especialista, entretanto, faz um alerta: não adianta estar presente se as brigas são constantes. “Pais presentes que brigam constantemente ou que não apresentam pontos mínimos necessários ao desenvolvimento da criança podem produzir mais danos que pais ausentes”, ressalta.
Para quem lida com a questão diariamente, no entanto, a mudança proposta pelo projeto não é tão simples. “Esse projeto, do meu ponto de vista, não tem serventia nenhuma. Quando se está saindo de um divórcio, quando há disputas de partilha e outras, não se tem a menor possibilidade de não se estar em litígio”, diz o advogado da família Maurício Lindoso, membro do Instituto Brasileiro de Direito da Família (IBDFAM).
“De certa forma, virou moda. As pessoas achavam interessante o aspecto do compartilhamento da guardam, mas entendem essa guarda como se fosse alternada. Não tem nada a ver com passar uma semana com o pai e outra com a mãe. É criar os filhos como se estivessem casados”, explica o advogado, destacando que para esse tipo de guarda é necessário que pai e mãe mantenham um relacionamento saudável.
Para Lindoso, entretanto, o que acontece, na maioria das vezes, é que pai e mãe quase não se falam e a criança “pula” de uma casa para outra. Apenas decisões maiores – como a definição da escola, por exemplo – são tomadas pelos dois e questões igualmente importantes como os tipos de brinquedos e as amizades das crianças são deixadas de lado. Nesse sentido, o advogado defende que, mesmo com a guarda unilateral, ambos participem da criação dos filhos e tenham atribuições.