quarta-feira, 23 de julho de 2014

Colunista Thiago D'avila: Uma revolução na vida dos brasileiros

Só quem viveu neste país no início dos anos 90 pode efetivamente compreender a importância do Plano Real, que segunda-feira completou 20 anos de vigência. Recebíamos alguma quantia em dinheiro e precisávamos ir rapidamente ao supermercado para fazer as compras. Se deixássemos para o dia seguinte, já teríamos perdido uma fatia do poder aquisitivo daquele dinheiro.
E os trabalhadores eram os maiores sacrificados em um cenário de inflação chegando aos 80% mensais. Quem tinha mais dinheiro, até se salvava, porque podia aplicar no overnight - aplicações realizadas em um dia e que podiam ser resgatadas no dia seguinte - com o valor corrigido. Mas a maioria dos brasileiros não podia usufruir deste mecanismo de defesa. Em consequência, o dinheiro do salário desaparecia em poucos dias.
Foi então que, promovendo uma revolução na vida dos brasileiros, a 30 de junho de 1994, o então presidente Itamar Franco anunciou o Plano Real. Elaborado pelo ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, o plano de estabilização da economia tinha como principais medidas a redução de gastos públicos, para controlar as contas do governo; a criação de uma nova moeda forte: o real a redução dos impostos de importação, provocando a redução dos preços e o controle cambial, mantendo o real valorizado diante ao dólar.
Os resultados foram extraordinários e a inflação, finalmente, vencida. Os efeitos imediatos do Real refletiram-se no aumento da capacidade de consumo da população, no amplo controle da inflação que caiu de taxas de 50% para 3%, na redução do número de excluídos e no fortalecimento da imagem do ministro Fernando Henrique Cardoso, responsável pela condução do projeto.
Foi o mais eficaz programa de estabilização econômica da história do Brasil, graças a medidas corajosas como a privatização de vários setores, criação de agências reguladoras, implantação da Lei de Responsabilidade Fiscal, liquidação ou venda da maioria dos bancos estaduais, renegociação da dívida pública e maior abertura comercial com o exterior.
E o PT, é claro, se opôs fortemente ao Plano Real. Agora, no poder central, infelizmente tem deixado de seguir a receita indispensável para a manutenção desta histórica conquista, ao promover o crescimento descontrolado dos gastos públicos. O resultado é que corremos o risco de ver novamente a inflação fora de controle, uma ameaça terrível principalmente para os assalariados brasileiros.
  Texto: Dr. Carlos Eduardo Szulcsewski

Thiago é Servidor Público e 
Perito Judicial Avaliador

terça-feira, 22 de julho de 2014

Colunista Thiago D'avila: Como fazer as pazes?

Felipe e Vítor eram bons vizinhos — até que Vítor deu uma festa tarde da noite. Quando Felipe reclamou do barulho, Vítor se ofendeu por causa da forma como ele falou. Eles discutiram. Depois disso, passaram a se evitar.
SITUAÇÕES como essa acontecem com frequência. Quando duas pessoas se desentendem, é comum que fiquem irritadas e talvez acabem culpando uma à outra. E se nenhuma das duas fizer algo para resolver o problema, a amizade pode até acabar.
Caso você já tenha passado por uma situação assim, com certeza não deve ter sido nada agradável, pois a maioria de nós quer viver em paz e harmonia com amigos e vizinhos. Mas como podemos conseguir isso, apesar de surgirem desacordos de vez em quando? Será que é possível superar mágoas e atitudes negativas e resolver desentendimentos de uma maneira amigável?
Veja o caso de Felipe e Vítor. Basicamente, a amizade deles começou a se desfazer por causa de uma série de atitudes erradas: (1) Vítor mostrou falta de consideração, (2) Felipe demonstrou seu aborrecimento de uma forma que incomodou Vítor, (3) os dois perderam a paciência e (4) os dois se recusaram a ceder.
Mas, com o tempo, a razão falou mais alto. Os dois deixaram suas diferenças de lado e fizeram as pazes. O que os ajudou? Eles aplicaram alguns princípios práticos que têm ajudado muitos amigos não só a superar atritos, mas também a fortalecer sua amizade depois disso.
Esses princípios podem ser encontrados no livro mais distribuído em todo o mundo — a Bíblia. Ela nos incentiva a desenvolver qualidades que promovem a paz e que curam feridas emocionais, qualidades como amor, bondade, discernimento, paciência e sabedoria. — Provérbios 14:29; 1 Coríntios 13:4, 5.
 Felipe e Vítor são apenas dois exemplos de como o poder da Bíblia muda a vida das pessoas para melhor. Existem muitos outros exemplos disso, inclusive de pessoas que conseguiram eliminar traços negativos profundamente enraizados. Por exemplo, Robert, que mora na Austrália, superou o sentimento de profunda raiva. Nelson, no Timor-Leste, deixou de lado a hostilidade que sentia e se tornou um grande amigo de um ex-inimigo.
Agradeço ao amigo Renê Martins
Fonte: A Despertai - Agosto 2014
Site: www.jw.org

Thiago é Servidor Público e Perito Judicial Avaliador

Boa Vista do Buricá tornou-se um canteiro de obras

Assessoria de Imprensa

O trabalho de construção da escola de 12 salas, nova Unidade Básica de Saúde, Academia da Saúde, reforma no PSF 1, asfaltamento, recapeamento, calçamentos e recuperação de estradas do interior são ações positivas que irão trazer importantes melhorias para a comunidade boavistense. São obras que estão em fase inicial, obras em fase de conclusão e algumas já concluídas. Boa Vista do Buricá vive um momento histórico de grandes obras e realizações em diversas áreas.
O Prefeito Mota e o Vice-Prefeito Vili, juntamente com os demais integrantes da Administração Municipal, acompanham de perto o andamento das obras.
Conforme o Secretário de Planejamento, Diogo Martini, os recursos para as obras de asfaltamento e recapeamento asfáltico das ruas Salzano Vieira da Cunha, Grupo Momentos, São Bernardo e Santa Cruz,são oriundos de recursos próprios da Prefeitura Municipal.


Carreta fica atravessada na pista e interrompe estrada em Beato Roque

Paulo Marques

Uma carreta bitrem que partiu de São José do Inhacorá, em direção a BR 472 via Beato Roque, não venceu subir um aclive de uma subida ingrime e atravessou na pista.
O fato se deu no final da tarde desta quarta-feira (16), e a carreta ficou no local próximo a ponte do rio Inhacorá, no aguardo de um implemento com força o suficiente para arrasta-la.
A estrada é de chão batido, e com os peso as rodas da carreta patinaram nas pedras e não foi possível continuar a viagem.

Suspeito de matar o genro no Natal de 2013 em São José do Inhacorá, morre em acidente na BR 386

Paulo Marques Notícias

Um acidente entre dois automóveis por volta das 6h desta quarta-feira, 16, na BR-386, em Marques de Souza, resultou na morte de duas pessoas.
Houve uma colisão frontal entre um Corsa, verde, placas IGV-6542, de Sapucaia do Sul, conduzido por João Varela (46), morador de Lajeado, e um Uno, branco, placas ILI-4111, de Novo Hamburgo, guiado por José Juarez Flores (65), morador de Boa Vista do Buricá.
O choque ocorreu na altura do km 321 da rodovia, em Linha Bastos. Suspeita-se que o Uno tenha invadido a pista contrária, por motivos desconhecidos, atingindo frontalmente o Corsa. Os dois motoristas estavam sozinhos nos veículos e morreram no local.
O trecho ficou com o trânsito prejudicado por cerca de 2h30min, até a remoção dos veículos. A Polícia Rodoviária Federal acionou o Corpo de Bombeiros para realizar a remoção dos corpos e lavagem da pista.
Uma das vítimas, José Juarez Flores, é suspeita de um homicídio ocorrido no dia de Natal do ano passado, durante uma confraternização familiar em São José do Inhacorá, município vizinho de onde morava. Ele teria matado um homem com um disparo de espingarda calibre 20 e várias coronhadas na cabeça da vítima. Flores respondia pelo processo em liberdade.

Pipoca: um estouro em fibras

Vanessa Massmann

Um punhado de milho, um fiozinho de óleo e uma panela no fogo. Bastam alguns minutos para a combinação resultar em massas brancas, pequenas e bem macias: é a famosa pipoca. Mas, vira e mexe no centro de acaloradas discussões, ela costuma ser acusada de ser um tanto quanto traiçoeira para a saúde. A presença de gordura e o fato de nos incentivar a extrapolar nas pitadas de sal estão entre as principais queixas.
Porém, de acordo com a Nutricionista Haide Sehn, ela pode ser sim uma aliada da dieta, principalmente para quem deseja o controle de peso. Quando preparada corretamente, além do baixo teor calórico, ela é rica em antioxidante e fibras. “Por ser um cereal integral natural, está associado ao auxílio no controle do peso corporal e na redução do risco de doenças crônicas, como diabetes e doenças cardiovasculares. O alimento também possui grande quantidade de fibras, por isso, tende a melhorar o funcionamento intestinal tanto na regularidade quanto na consistência e na formação do bolo fecal”, esclarece.
Assim, se preparada corretamente, ela é uma explosão de benefícios. “A mais indicada é a pipoca de panela, pois a pipoca de micro-ondas tem quase quatro vezes mais gorduras que a normal, além de ter menos proteínas. A diferença mais gritante está na quantidade de sódio, enquanto o milho de pipoca têm 18 mg em 25 g, a pipoca de micro-ondas têm 294 mg na mesma quantidade. Por isso, fique atenta no tipo de alimento que você vai consumir, uma escolha errada pode ser prejudicial para seu corpo e sua saúde”, destaca Haide.
Segundo ela, o perigo da pipoca se tornar uma inimiga da dieta e da saúde está na maneira de prepará-la. O melhor modo de preparo é colocar o milho (pipoca) em um recipiente e um pouco de água. Levar ao fogo ou ao micro-ondas para estourá-las de uma forma mais saudável. “Se quiser, ao finalizar o preparo, coloque ervas secas ou frescas como orégano, tomilho ou alecrim, pois a utilização destes temperos diminui a quantidade de sal utilizada”, explica.
Só para você saber - e não morrer mais de raiva -, as substâncias protetoras da saúde estão na casca, aquela capa que teima em ficar agarrada nos dentes. “A pipoca possui muitas fibras, aumentando o tempo de digestão e levando a uma maior saciedade. A casca do milho contém substâncias como polifenóis, que podem agir como antioxidantes, inibindo a ação dos radicais livres no organismo, diminuindo o envelhecimento precoce, riscos de doenças cardíacas e oxidação de colesterol. Os grãos também oferecem ácido fólico, vitamina importante para mulheres em idade fértil”, justifica a Nutricionista.
Entretanto, ela recomenda o consumo moderado de pipoca, por exemplo, em um lanche da manhã ou da tarde, em média, duas xícaras de chá por semana. “O objetivo é que a pipoca forneça  fibras auxiliando na saciedade entre as principais refeições, além de melhorar o funcionamento intestinal e o controle sérico das gorduras sanguíneas”, conclui.

O maior frio do inverno de 2014

“Mas mesmo que não neve, o frio que vem por aí deverá marcar o auge do inverno. A segunda quinzena de julho, especialmente a partir de 20 de julho, promete muito frio, ventos gélidos e fortes causando sensações térmicas de frio intenso não só no Sul, mas também em áreas do Sudeste, Centro-Oeste eNorte.”
 O texto acima é parte de uma análise meteorológica escrita pela meteorologista Josélia Pegorim, exatamente há um ano, em 15 de julho de 2013.
 Troque 2013 por 2014 e teremos uma situação meteorológica parecida com a atual.  Duas massas polares serão observadas no decorrer da segunda quinzena de julho, sendo a segunda mais intensa após o dia 24 de julho. A meteorologista Josélia Pegorim analisa quando e como será o efeito destas duas ondas de frio sobre o Brasil.
 Se há possibilidade de nevar ou não, ainda é cedo para avaliar com confiabilidade. Mas se as simulações atmosféricas feitas em super computadores continuarem confirmando as análises dos últimos dias, está para chegar a maior e mais forte massa polar do inverno de 2014, com um super poder de resfriamento.  Podemos repetir aqui o que foi dito no início, para onda de frio de 2013: a massa polar que chega ao Brasil nos últimos dias de julho promete muito frio, ventos gélidos e fortes causando sensações térmicas de frio intenso não só no Sul, mas também em áreas do Sudeste, Centro-Oeste e Norte.
 Fonte: Clima Tempo